Foram três dias de intensa troca de ideias, compartilhamento de conhecimento, palestras, apresentações científicas que mostraram caminhos inovadores para uma saúde de mais qualidade, a nível mundial. No encerramento do IV Simpósio Internacional em Imunobiológicos (ISI), a avaliação foi a de que o evento cumpriu o seu papel.

O coordenador científico do Simpósio e assessor de Bio-Manguinhos, Akira Homma, confirmou o êxito do evento, trazendo alguns números. “Cumprimos o objetivo de mobilizar pesquisadores, tecnólogos e gestores para o fortalecimento de Bio-Manguinhos, da atividade de desenvolvimento e produção de imunobiológicos, assim como todo o sistema Fiocruz e da saúde pública do país. Essa edição do Simpósio teve 850 inscritos, 40% deles externos à Fiocruz, 48 convidados palestrantes e conferencistas, selecionamos dez pôsteres para serem apresentados, mais de 80 instituições estiveram representadas, entre centros de pesquisa, universidade, startups e indústria”, disse.

Uma novidade desta edição foi a sala Innovation Hub, voltada a interessados em acelerar a inovação em produtos e serviços de biotecnologia. Sempre lotada, o espaço foi lembrado no encerramento do evento pela vice-diretora de Qualidade de Bio-Manguinhos, Rosane Cuber. “Essa edição teve uma novidade, o Innovation Hub, que foi um sucesso. O objetivo foi mostrar os ativos de Bio, as plataformas que temos para promover não só a inovação, mas também networking e redes de colaboração, essenciais para avançarmos”.

Antes da premiação dos melhores trabalhos, o diretor de Bio, Mauricio Zuma, lembrou que o evento cumpriu seu papel ao contribuir para parcerias e projetos bem elaborados. “O Simpósio ajuda na disseminação de informações e na interação entre as pessoas, o que facilita as parcerias. Precisamos trabalhar nesse sentido para que os projetos possam avançar”, afirmou.

As premiações foram anunciadas por Paulo Lee Ho, da Comissão Avaliadora. “A evolução do simpósio é nítida. Quando foi criado foi uma revolução no âmbito da Fiocruz. Hoje já é uma tradição. Todos esperam anualmente por este evento, o que demonstra o seu sucesso”, disse, antes de chamar os premiados ao palco.

Confira os premiados do IV International Symposium on Immunobiologicals, promovido por Bio-Manguinhos:

 

premiacao primeiro lugar
Luis Gustavo recebe o primeiro lugar das mãos de Akira Homma e Mauricio Zuma

 

Prêmio Oswaldo Cruz (1º lugar) - Luis Gustavo Morello (Fiocruz/Paraná)
A fully automated lab-on-a-chip platform for arboviral diagnosis

Prêmio Carlos Chagas (2º lugar) - Rodrigo Pedro Soares (Fiocruz/Minas)
Leishmania infatum lipophosphoglycan, a novel carbohydrate-base antigen for the immunodignosis visceral leishmaniasis

Prêmio Alcides Godoy (3º lugar) - Patrícia Alvarenga Agra (Bio-Manguinhos/Fiocruz)
Reduction of the cycle of lyophilization of the vaccine Atenuated Yellow Fever presentation 02 and 05 doses of Bio-Manguinhos

Jovens Talentos:

Prêmio Henrique de Azevedo Penna - Severino Jefferson Ribeiro da Silva (Fiocruz)
Development and Validation of Reverse Transcription Loop-Mediated Isothermal Amplification (RT-LAMP) for Rapid Detection of ZIKV in Human Samples

Prêmio Evandro Chagas - Mariana Saldanha Viegas Duarte (Inca)
Evaluation of the antitumor effect of Natural Killer cells expressing Chimeric Antigen Receptors (CAR) against murine melanoma cells

Prêmio Sergio Arouca - Kimberly Freitas Cardoso (Fiocruz/Minas)
Evaluation of humoral imune response against Streptococcus pneumoniae elicited by vaccination of mice with a recombinant influenza virus

Menções honrosas:

Lethícia Mallet
The role of technological roadmaps in shaping the future strategy for Bio-Manguinhos

Isabella P. da Silva Bezerra
Developing an intranasal vaccine against canine visceral leishmaniasis: a study of efficacy in mice

Emersom Cicilini Mesquita
Genetic basis for Yellow Fever Vaccine-associated viscerotropic disease (YEL-AVD): a preliminary report

 

Jornalista: Rodrigo Pereira
Foto: Bernardo Portella