Dentro da programação do Innovation Hub do IV International Symposium on Immunobiologicals, no dia 7 de maio, aconteceu a Parallel Session, promovida pela Takeda, no Observatório da Manhã. A sessão foi sobre como a empresa realizou uma série de pesquisas para entender a resposta imunológica da infecção de dengue e estudos clínicos para a vacina. Hansi J. Dean, vice-presidente de Pesquisa e Desenvolvimento da Takeda, foi a palestrante convidada.

 

hansi dean takeda 430x285

Hansi J. Dean apresentou os desafios da Takeda no
desenvolvimento 
de uma vacina tetravalente para dengue. 

 

Uma vacina tetravalente contra a dengue deve estimular respostas de anticorpos neutralizantes a todos os quatro sorotipos. “O aumento da compreensão científica sobre as respostas imunes associadas ao resultado da infecção por dengue sugere que outros parâmetros de resposta imune provocados pela vacina também podem contribuir para a imunidade protetora. A caracterização detalhada das respostas imunológicas após a vacinação é uma parte importante do programa de desenvolvimento desse imunizante. Mais estudos são necessários para entender completamente a contribuição de respostas imunes específicas à eficácia após a vacinação”, destacou Hansi J. Dean.

Esta vacina está em estudos clínicos de fase III. “Nosso desafio é conseguir uma alta eficácia após a aplicação de duas doses. Nosso estudo está tendo a participação de 20.100 crianças entre 4 e 16 anos, originadas de oito países diferentes da Ásia e da América Latina, incluindo o Brasil. Até agora, 18.280 participantes receberam ao menos a primeira dose e nosso objetivo é finalizar este estudo em 2020”, detalhou a vice-presidente.

 

Texto e foto: Gabriella Ponte