Na tarde do último dia do IV Simpósio Internacional em Imunobiológicos (ISI),  Izabella Pereira, da Fiocruz, apresentou as etapas de desenvolvimento de uma vacina intranasal contra leishmaniose em testes de eficácia realizados em ratos.

Os resultados tem sido comparados com outras formas de vacinação. Com cães, serão feitos testes PCR em um estudo piloto  em tempo real para avaliar o potencial do imunizante.

A segunda apresentação da tarde,  conduzida por Fabricia Pimenta, do CDTS, propôs uma metodologia, no âmbito da inovação, para fomentar produtos tecnológicos.

A ideia é a partir de estudos prospectivos,  analisar as politicas públicas, destacando o potencial de obtenção de patentes. " Com as patentes, trabalhamos com conhecimentos de fronteira, de acesso aberto e classificação internacional, o que facilita a busca de dados", complementou.

A proposta da pesquisadora é potencializar uma busca rápida de informações contidas nas patentes, analisando, por exemplo, o perfil do inventor e  etapa do  desenvolvimento do produto.

Primeiro é investigada a literatura e os dados disponíveis nas patentes,  sendo depois, mapeados nichos que podem trazer contribuições para dissertações ou teses.

 

Jornalista: Isabela Pimentel

Imagem: Bernardo Portella